R. Voluntários da Pátria 190 / sl 526
Botafogo - Rio de Janeiro
(21) 98176-1823 (whatsapp)
(21) 2246-5575
recepcao@novaclinic.com.br
Email

Tratamento com óvulos doados (receptora)

Tratamento com óvulos doados (receptora)

Para uma gravidez saudável, precisamos de um óvulo saudável. Por esse motivo, diversas mulheres perdem a capacidade de gerar uma gravidez com seus próprios óvulos. Existem diversas situações que levam a esse problema:

  • menopausa
  • tratamento prévio de quimioterapia ou radioterapia pélvica com perda da função ovariana
  • cirurgias para remoção dos ovários
  • falência ovariana prematura
  • baixíssima resposta aos tratamentos anteriores realizados

A doação de óvulos é uma forma de disponibilizar óvulos para aquelas pacientes que por diversos motivos não podem mais utilizar seus óvulos próprios. No Brasil, a doação tem que zelar obrigatoriamente pelo anonimato. A doação deverá ter caráter altruísta e, de acordo com a Resolução do Conselho de Federal de Medicina (CFM) No 2.168 de 2017, poderá ser realizada de forma voluntária ou compartilhada – se a candidata a doação também precisar de um tratamento de Reprodução Assistida.

A candidata deverá preencher critérios clínicos e ter um grande número previsto de óvulos. Antes da doação, é realizada uma ampla triagem para doenças infecciosas seguindo as normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Qualquer forma de remuneração pelo tratamento está proibida pelo CFM. Os procedimentos na doação de óvulos são semelhantes a fertilização in vitro, da indução a punção ovariana. Após a punção, os óvulos são então disponibilizados para a receptora.

A paciente que irá receber os óvulos, passará por um processo simples de preparação do útero com medicamentos orais para receber os embriões após a fertilização desses óvulos com espermatozóides do seu cônjuge, ou do banco de sêmen. Por fim, o último passo é a transferência dos embriões.

O médico junto com o casal decidirá o número mais adequado de embriões a ser transferido. No dia, encaminhamos a paciente para o centro cirúrgico com bexiga cheia. Em posição ginecológica, os embriões são colocados gentilmente dentro do útero através de um cateter, guiado por ultrassonografia. O procedimento é indolor e o casal acompanha esta etapa através do monitor. Cerca de 9-12 dias após a transferência é feito o teste de gravidez.