R. Voluntários da Pátria 190 / sl 526
Botafogo - Rio de Janeiro
(21) 98176-1823 (whatsapp)
(21) 2246-5575
recepcao@novaclinic.com.br
Email

Diabetes gestacional

Diabetes gestacional

Pela gravidade das complicações do diabetes na gestação para a mãe e o bebê, o tratamento dessa condição clínica deve ser intensivo. Após estabelecido o diagnóstico, as consultas de pré-natal devem ocorrer em intervalos menores. O elemento mais importante do tratamento é a dieta. O objetivo é limitar a ingesta de carboidratos para 35 a 40% do total calórico diário. Devemos monitorar a glicemia capilar durante o tratamento para avaliar a eficácia das medidas. Os valores ideais são: menor ou igual a 95 mg/dL antes das refeições, menor ou igual a 140 mg/dL após 1 hora da refeição ou menor ou igual a 120 mg/dL após 2 horas da refeição. A atividade física é recomendada pela Associação Americana de Diabetes (ADA).

O uso de insulina está indicado em cerca de 30% dos casos de diabetes gestacional. É de extrema importância que o ajuste da insulina seja feito por obstetra com vasta experiência no tratamento do diabetes gestacional ou por endocrinologista. A dose leva em consideração o peso da gestante (0,8 U/kg/dia no 1o trimestre, 1,0 U/kg/dia no 2o trimestre e 1,2 U/kg/dia no 3o trimestre). A dose total é dividida em aplicações em horários diferentes de insulina NPH de ação lenta e insulina regular de ação rápida. É necessário o constante ajuste fino da dose e dos horários de aplicação para que os níveis de glicose se mantenham satisfatórios durante as 24 horas.

A ultrassonografia obstétrica é recomendada para avaliação do peso fetal ja que o diabetes mal controlado pode levar a macrossomia fetal (ganho de peso excessivo do bebê) e polidramnia (aumento do volume do líquido amniótico). O momento ideal para interrupção da gestação ocorre com 39 semanas.