R. Voluntários da Pátria 190 / sl 526
Botafogo - Rio de Janeiro
(21) 98176-1823 (whatsapp)
(21) 2246-5575
recepcao@novaclinic.com.br
Email

Ultrassom obstétrica de 1o trimestre e TN

Ultrassom obstétrica de 1o trimestre e TN

O teste de gravidez positivo na urina ou no sangue confirma a suspeita quando a mulher está com atraso menstrual. Entretanto, somente a ultrassonografia realizada precocemente consegue fornecer informações importantes como a aferição correta da idade gestacional, identificar gestações ectópicas (fora do útero), avaliar os ovários e regiões anexais, diagnosticar a incompetência istmo-cervical através do encurtamento do colo e diagnosticar gestações múltiplas. Pouco antes de 5 semanas de gestação, portanto cerca de 1 semana após a percepção do atraso menstrual, já é possível visualizar o saco gestacional mas ainda é um sinal indireto da gestação. A confirmação definitiva é feita com a visualização do embrião ao final da 5a semana e a mensuração do comprimento cabeça-nádega.

Quando este comprimento é de 5 mm ou mais, é obrigatória a visualização dos batimentos cardíacos. A partir daí, vemos um rápido desenvolvimento das estruturas do embrião, permitindo a boa visualização do encéfalo, abdome, tórax, coração e membros inferiores e superiores. Após a primeira ultrassonografia para confirmação da gestação e determinação da idade gestacional, recomenda-se outro exame entre 11 e 14 semanas para medida da translucência nucal. Esta medida tem como objetivo auxiliar no diagnóstico de anomalias cromossômicas procurando diminuir o risco de procedimentos invasivos como a amniocentese e a biópsia de vila corial.

Quando associamos a translucência nucal a outros marcadores como história clínica prévia, idade materna, alguns exames de sangue e outros marcadores ultrassonográficos como o osso nasal e o ducto venoso, conseguimos minimizar o número de procedimentos invasivos desnecessários.